quinta-feira, 22 de junho de 2017

Para entender mais, usar melhor e até colaborar com a Wikipédia


Fonte: Wikipedia/Creative Commons

“Seja a mudança que você quer ver no mundo”, Mahatma Gandhi


SOROCABA – Em nenhum momento durante a palestra realizada na última segunda-feira, dia 19 de junho de 2017, o professor João Alexandre Peschanski mencionou o pacificador líder indiano Mahatma Gandhi (1869/1948). Mas a frase acima descrita resume o pensamento do professor ao perceber a potência da Wikipédia (enciclopédia eletrônica gratuita) e, assim, ao munir-se dela para espalhar seus conhecimentos. “Faço parte do grupo de inclusionistas dos wikipedistas (editores voluntários), acredito que o conhecimento é transformador e o acesso deve ser o mais amplo possível”, disse na ocasião.

A fala do professor da Faculdade Casper Líbero, mestre em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorando em Sociologia pela Universidade de Wisconsin-Madison (EUA), vai além do ato de palestrar sobre a importância e a potência emancipadora da Wikipédia, como aconteceu na Universidade de Sorocaba (Uniso), a convite das professoras doutoras Monica Martinez, Miriam Cristina Carlos Silva e Tarcyanie Cajueiro Santos, coordenadoras do Grupo de Pesquisas em Narrativas Midiáticas (Nami/Uniso/Cnpq).

“Se pensarmos que, somente em 2016 a Wikipédia teve mais de 16 bilhões de acessos, cerca de 16 milhões ao mês, nos damos conta de sua amplitude, alcance e poder”, sintetizou. Mas não foi apoiado somente nos dados de acesso que o professor se pautou para a afirmação. Criada em 2001 como uma enciclopédia eletrônica gratuita, escrita de forma colaborativa por voluntários espalhados pelos cinco continentes, e disponível em 250 idiomas, a Wikipédia está desde 2007 entre os dez sites mais acessados do mundo. O primeiro citado em buscas do Google – um dos principais financiadores/colaboradores da plataforma.

Para se ter uma ideia, pontuou Peschanski, somente em inglês há mais de 5 milhões de verbetes. Na língua portuguesa há 971.337 artigos e 5.950 usuários (colaboradores) ativos. Dados que levaram o professor a observar duas características peculiares entre os verbetes em português. Primeiro que a maior parte dos assuntos publicados, principalmente pelos usuários oriundos do Brasil, está relacionada a futebol e/ou entretenimento (filmes e música); segundo que a comunidade brasileira é tida como tóxica, conhecida por promover discussões em tom agressivo e vandalizar principalmente verbetes de cunho político.

Segundo ele, por conta do perfil brasileiro de baixa escolaridade, não há muitos artigos de qualidade (em conteúdo), de cunho científico ou sobre nossos pesquisadores notáveis. “Esta lacuna é visível, principalmente se compararmos às publicações europeias”, observou. Sem contar que, ainda de acordo com o professor, é justamente esse perfil que sinaliza a postura irresponsável de muitos usuários em vandalizar verbetes. Por essa razão, nos últimos quatro anos, Peschanski tem se debruçado sobre projetos de desenvolvimento de verbetes qualitativos para a enciclopédia eletrônica.

Notas sobre as eleições municipais de 2016 em Rio Claro (SP); sobre todos os museus existentes na cidade de São Paulo (SP); verbetes sobre mulheres notáveis do mundo; e um museu online da Matemática – explicativo, didático e inclusivo. Projetos estes que somam mais de 300 textos, desenvolvidos com alunos de graduação e/ou demais colegas pesquisadores, sendo que alguns deles contam com financiamento público. Trata-se da melhor forma de “seja a mudança que você quer ver no mundo”, conforme ensinou Mahatma Gandhi.

Importante
A contribuição de voluntários junto dos verbetes da Wikipédia é simples e não precisa necessariamente estar cadastrado no portal – o que também é gratuito. Porém, ao alterar um texto, o IP do computador usado para a alteração é registrado pelo programa do site, gerando um histórico daquela origem. Ampliando, posteriormente, melhor análise dos editores da enciclopédia sobre as contribuições daquele usuário/IP. Vale começar familiarizando-se com as regras gerais, chamadas de Cinco Pilares da Wikipédia, disponíveis aqui

Por Leila Gapy

Nenhum comentário:

Postar um comentário